Não categorizado · 8 novembro 2019

Lei de Compras Públicas e Câmara Nacional de Apelação

Ostania aktualizacja 8 novembro 2019

A contratação pública é um elemento do financiamento público cuja operação foi estruturada de forma a garantir uma concorrência justa. Eles devem evitar o nepotismo e, ao mesmo tempo, garantir uma qualidade de serviços suficientemente alta. Dessa maneira, é garantido o uso racional dos recursos públicos. De acordo com a lei polonesa, as regras para a adjudicação de contratos públicos são especificadas na Lei de 29 de janeiro de 2004, Lei de Compras Públicas (Journal of Laws of 2018, item 1986).
Os princípios básicos da adjudicação de contratos públicos são: o princípio da igualdade de tratamento dos contratantes, o princípio da imparcialidade e objetividade, o princípio da concorrência leal, o princípio da transparência e o princípio do procedimento escrito.

Muitas vezes acontece que os concorrentes estão insatisfeitos com o resultado. Então a Câmara de Comércio polonesa vem em socorro. É uma instituição criada pela Lei de 13 de abril de 2007 que altera a Lei de Contratos Públicos, a fim de ouvir recursos interpostos no curso de procedimentos de contratos públicos (antes de 2007 os recursos eram examinados por equipes de árbitros). Não apenas as entidades que desistiram da licitação podem enviar solicitações à Câmara, mas também outras entidades interessadas em uma determinada área, se, por exemplo, podem incorrer em custos como resultado da licitação ou estão cientes de irregularidades.

Este direito também se aplica às organizações de contratantes inscritas na lista mantida pelo Presidente do PPO. As inscrições com base nas disposições de: câmaras de comércio, artesanato, governo autônomo profissional de alguns empreendedores, organizações de empregadores, governo autônomo profissional de arquitetos, engenheiros de construção e planejadores urbanos podem se inscrever na lista. A entrada na lista, a recusa em entrar ou a retirada da lista é feita pelo Presidente do Instituto por meio de uma decisão administrativa. Atualmente, existem 148 entidades na lista. São câmaras de indústria, guildas artesanais, organizações de engenheiros, empregadores ou arquitetos e a câmara polonesa de proteção de pessoas e bens.
A Câmara Nacional de Apelação age de maneira semelhante a um tribunal arbitral, e sua decisão pode ser apelada ao tribunal regional. Atualmente, a Câmara é composta por 48 membros nomeados e demitidos pelo Ministro da Economia. Os membros da Câmara gozam da proteção de funcionários públicos no desempenho de suas funções especificadas na Lei.
Destacam-se os prazos muito curtos para interpor recurso. Dependendo do tipo de caso, eles variam de 10 a 15 dias. No caso de propostas de baixo valor, esse prazo é de apenas 5 dias. Isso é muito pouco para reunir materiais relevantes e, possivelmente, consultar um advogado. Por outro lado, prazos mais longos bloqueariam as licitações, o que causaria paralisia em muitas áreas das finanças públicas. Nos processos acima dos limites da UE, o recurso é geralmente apresentado no prazo de 10 dias. Às vezes, a data de início desse período não será idêntica à data de recebimento de informações específicas da entidade adjudicante. Na falta de informações sobre a entidade adjudicante, esse prazo deve ser contado a partir do dia em que, com a devida diligência, foi possível tomar conhecimento das circunstâncias que constituem a base para interpor recurso. O prazo para recorrer é, no entanto, de seis meses a contar da data de celebração do contrato, se as formalidades para a publicação do anúncio dos resultados do concurso no Jornal Oficial da União Europeia não tiverem sido cumpridas.

Ten post dostępny jest także w języku: Inglês Tcheco Francês Alemão Italiano Polonês Russo Espanhol Sueco Ucraniano Albanês Árabe Arménio Basco Bengalês Bósnio Búlgaro Catalão Chinês (Simplificado) Croata Dinamarquês Holandês Estoniano Finlandês Galego Grego Hebraico Hindi Húngaro Islandês Indonésio Irlandês Coreano Curdo Letão Lituano Macedônio Malaio Maltês Mongolian Nepali Norueguês Persa Panjabi Romeno Sérvio Eslavo Esloveno Somali Tamil Tailandês Turco Uzbeque Vietnamita Galês